2º Pagina [27/05/1014]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

2º Pagina [27/05/1014]

Mensagem por Alan_Vitor em Ter Set 01, 2015 5:11 pm




Ontem pela tarde, não conseguir treinar direito. Cada golpe que eu dava no ar, me fazia pensar em Albert. Guardei minhas armas e fui para casa mais cedo.
Não estava com vontade de escrever no diário, como o faço sempre. Tentei por um longo tempo, olhando para o papel, mas minhas mãos se negavam a escrever, o que houve com meu amigo. À noite, a visão do acontecido me vinha à mente, eu podia ver aqueles homens, levando Albert pelos braços, subindo os degraus do cadafalso, colocando-o de joelhos. Amarado em frente ao cepo e a multidão gritando para sentenciá-lo.
- Matem-no! – E senhor Fenris aparecendo dentre a multidão abrindo espaço para subir os degraus com seu machado... – Ladrão! – Passo a Passo ele subia aquela escada... – Morte a este bandidinho! – Chegando lá em cima ele colocou sua mascara preta... – Já era de se esperar isto deste perdido! – E se voltou a Albert e perguntou suas ultimas palavras.
De joelhos e com as mãos para trás, Albert sorriu. Um grande sorriso, agora já sem o canino direito. Com um fio de sangue escorrendo da sua cabeça até seu queixo, ele serenamente falou, silenciando até a alma de todos ali presentes.
- Apontam e desejam a minha morte, por que estou amarrado e desarmado. Com minhas adagas em mãos, acabaria com qualquer um de vocês em instantes, seus bastardos filhos da... – Um dos homens atrás dele chutou sua cabeça, em direção ao pedaço de tronco que estava em sua frente. Antes do barulho do impacto de sua testa, batendo na madeira, deixa-se de ecoar nos ouvidos de todos. Foi silenciado pelo som cortante, do machado do Senhor Fenris, decepando sua cabeça!
Albert estava certo em suas ultimas palavras. Ele era o melhor daquele lugar, rápido e preciso. Por não obedecer ordens, foi expulso do exercito, no seu 1º mês e por falta de condições passou a roubar.
Ele ainda era jovem, dois anos mais velho do que eu. Crescemos juntos aqui em Palestina, Ele sempre sendo o melhor em lutar, em armas, em correr... E eu, sendo sempre o pior.
Isto me faz pensar: Se o melhor acabou decapitado, aos gritos por aqueles que foram seus vizinhos, seus parentes e seus amigos um dia. O que o destino não reservava para o pior...
O dia já amanheceu há um tempo. Como decidi não treinar, hoje pela manha, vim relatar neste diário o que me atormentará e não me permitira dormir ontem. A chuva que cai lá fora, desta manha cinzenta, parecia uma ultima homenagem dos deuses para ele. Os mesmo que deram tanta força e habilidade para ele, agora choravam sua morte.



Sábado, 27 de maio de 1014.
avatar
Alan_Vitor
Soldado

Batalha Cênica Salvador Mensagens : 51

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum