14º pagina [01/07/1014]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

14º pagina [01/07/1014]

Mensagem por Alan_Vitor em Ter Nov 24, 2015 3:38 pm





Agora é noite, estou deitado numa cama de palha num estábulo, mas ainda é melhor que dormir ao relento na rua. Novamente meus planos não saíram como deveriam, porem não reclamo muito de como as coisas desandaram estes dias.
Após partir de Nova Brasília com rumo ao condado onde morava o visconde Slade me deparei com uma surpresa, enquanto estava caminhando por entre planícies vazias de pessoas pensando em como tinha dado sorte em ter escutado da boca do visconde o condado onde o mesmo morava, me deparei com uma figura inusitada que vinha no sentido contrario ao meu em um cavalo, o cavaleiro usava roupas estranhas, incomuns naquela região e seu cavalo caminhava bem devagar como se estivesse andando há dias, ao se aproximarem de mim pedi informações sobre o condado que eu procurava.
- Boa tarde, o Senhor sabe se estou no caminho certo para chegar ao condado de São Rafael?
- Senhor? – Me respondeu uma voz fina.
Fiquei intrigado com aquilo, mas ao levantar o capuz de sua capa pude notar que se tratava de um garoto muito mais novo do que eu.
- Senhor! Sim sou o senhor Gladrian Beoforte e você esta sim no caminho certo, siga mais adiante e antes do anoitecer estará lá.
- Obrigado...
Quando já ia seguindo meu caminho o garoto me chamou.
- Hey viajante, você é um especialista não é?
Virei-me com um olhar curioso é o respondi que sim, então o garoto desceu de seu cavalo e veio andando em minha direção. O jovem era baixo talvez pelo fato de ainda ser novo, branco, com cabelos amarelos, olhos azuis claros e tinha uma cicatriz de corte abaixo de seu olho direto que ia até perto de sua bochecha, ao se aproximar falou.
- Então se prepare para ter uma batalha contra o maior especialista do mundo!
- E quem seria este?
- Eu!
- E quem é você?
- Pelo visto não conhece pessoas famosas forasteiro.
- És famoso por qual fato?
- Por ser o maior especialista em lâminas curtas do mundo!
- O que?
- Isso mesmo garoto, estas diante de uma lenda viva da dual, agora se prepare para batalhar!
Após dizer isto o estranho sacou duas gládios, eu não fazia idéia de quem era ele, mas não podia perder a chance de enfrentar uma lenda viva da dual! Saquei meus sabres como já estava me acostumando a sacá-los, sempre o sabre branco na mão direita e o sabre negro na esquerda e me coloquei em posição de combate.
O estranho avançou gritando em minha direção, mil maneiras de reagir passarão em minha mente, mas todas foram cortadas quando a poucos metros de distancia o jovem tropeçou e se jogou desajeitado em minha direção, me esquivei para a esquerda o deixando cair de cara no chão, pensei em atacá-lo, mas quando minha mão esquerda já se preparava para golpear eu parei e aguardei. Após uns momentos a figura rolou e deu um pulo do chão se distanciando de mim e rindo.
- Você acaba de cair na minha armadilha!
- Que armadilha?
- A que eu testo seus movimentos antes de acabar com você! Agora já sei a velocidade da sua esquiva, logo será derrotado!
Então tudo tinha sido um plano? Sim claro, uma lenda da dual realmente deveria ter vários truques na manga. Voltei a minha postura e avancei para continuar a luta, o especialista ficou numa postura que eu jamais tinha visto antes! Ele se curvou para frente e levantou suas duas espadas, se parecia com a figura de um pássaro, achei estar prestes a receber um golpe muito perigoso então parei, ao me ver parar Gladrian avançou e desceu com a espada esquerda vindo em direção ao meu tronco, defendi o golpe e sem perceber no momento eu desarmei meu adversário arremessando a espada de sua mão até uns passos distantes dele. Após se ver desarmado Gladrian esbugalhou os olhos e disse
- E... Bom... Não seria uma luta entre especialista eu tendo só uma espada...
- Sim, claro, vá lá pega-la. – Respondi.
O lendário especialista correu pegou sua espada e se virou rapidamente já com um sorriso no rosto.
- Você é bom garoto...
Sou? – Pensei. – Eu não tinha feito nenhum golpe ou nada de especial... Mas espere, ele é uma lenda da dual, então ele deve ter uma visão que eu não tenho, ele deve ser capaz de medir as habilidades de um especialista só em vê-lo defender um golpe, então... Se ele me visse fazer algo a mais poderia ser meu ultimo movimento. Eu tinha que acabar com esta luta! E rápido!
- Agora será o seu fim forasteiro! – Berrou Gladrian enquanto corria em minha direção com uma espada apontando para mim.
Assim que ele se aproximou eu desviei a estocada que vinha da sua espada esquerda com a minha direita e avancei para a direita dele, ele desferiu um golpe vindo de cima com sua direita mirando meu braço exposto que defendeu sua estocada, curvei meu sabre esquerdo para dar defender esse golpe com a região próxima a sua guarda e a passei em volta de minha cabeça e dirigindo um corte no pescoço de Gladrian, a vontade de completar aquele golpe era grande, mas pude notar que com a espada que ele estocou agora estava mais baixa mirando um corte certeiro na minha perna, pensei se eu conseguiria cortar sua cabeça fora antes que ele corta-se minha perna, estranhamente comecei a achar que sim! Mas as palavras de meu mestre vieram a minha mente.
- Matar só em ultima opção...
Então abaixei meu sabre esquerdo defendendo o golpe que ele desferiu ao mesmo tempo em que abaixava a mão esquerda eu subi a direita em total sincronia e harmonia e no mesmo instante que minha lâmina defensora tocou a lâmina agressora dele a minha outra lâmina tocou seu pescoço, porém por ter abaixado a espada com muita força ou por outro motivo, após defender o golpe dele meu sabre empurrou o dele e acabei continuando o giro até apontar meu sabre para trás cruzando meus braços.
Gladrian me olhava espantando, e balbuciou ofegante.
- Você... Ganhou...
Recuei e guardei meus sabres confuso, como eu poderia ter ganhado tão facilmente de uma lenda do dual?
Você luta bem forasteiro... Mas claro que não teria tido chance se eu tivesse lutado pra valer...
Então ele não lutou pra valer? Há sim, claro, então por isso eu tinha vencido
- Mas eu gostaria de lutar pra valer com você!
- E...
- Vamos lá, ainda tenho uns golpes, quero ver como me saio contra uma lenda!
- Bom isto seria ótimo... Mas não hoje, eu estou cansado, estou caminhando sem dormir a cinco dias e... E eu há algumas horas derrotei sozinho um bando de ladinos, tinha uns oito deles!
- Nossa...
- Bom, mas foi uma boa luta, até qualquer dia garoto...
- Não me chame de garoto, e estranho ser chamado de garoto por um garoto ainda mais novo que eu.
- Sou mais velho do que imagina. – resmungou.
- O que?
- Bom, não importa, agora siga seu caminho e lembre-se sempre da sorte que teve hoje, de sobreviver ileso após uma luta contra o maior especialista do mundo Gladrian Beoforte!
Após dizer estas palavras ele subiu em seu cavalo e cavalgou rapidamente até sumir no horizonte e eu segui meu caminho.
Chegando ao condado de São Rafael procurei pela casa do Visconde Slade, facilmente a encontrei, mas para minha surpresa ele não estava lá.
Ao andar pela cidade achei um forjador e acabei fazendo amizade com o mesmo, Virlon é seu nome e me disse que poderia oferecer um local para dormir e algo para comer durante os dias que eu passasse lá se o ajuda-se na forja, concordei e ele me mandou ir a um estábulo perto dali. Apesar de ser um local simples era bem arrumado e não fedia como eu imaginava, descobri que aquele local era de seu irmão, e que tinha outro irmão que era capitão do exercito do Reino de São Salvador e cuidado da proteção daquele condado, os três eram figuras importantes naquelas terras pelo que pude notar.
Após isto tenho ajudado o senhor Virlon pelas manhas a forjar, vou sempre à casa de Slade ver se por acaso já retornou ao seu lar e treino no tempo livre. Agora o que me resta é aguardar o retorno do Visconde e estar preparado para isto!
Há sim, quase me esqueci, quando estava andando pelo condado ouvi algumas pessoas na rua comentando sobre um ocorrido gerado por um perigoso ladino, eles o chamavam de alguma coisa dos ladinos, só não me lembro bem o que, era uma palavra pequena, de qualquer forma, fiquei intrigado por esta figura e desejo nunca cruzar seu caminho.



Segunda-feira, 03 de Julho de 1014.


avatar
Alan_Vitor
Soldado

Batalha Cênica Salvador Mensagens : 51

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum